DINO KARTSINAKIS PIANIST

sábado, 14 de fevereiro de 2015

CRISTINA MEL, UMA PODEROSA VOZ DE SOPRANO PARA DEUS

Em tempos em que personalidades femininas são alçadas à celebridades e a exemplos de talentos no meio secular pelo simples objetivo de se ganhar dinheiro em cima do enorme contingente de pessoas pertencentes às camadas mais populares da sociedade, portanto com menos informação e gosto musical e artístico menos apurado, devemos lembrar e reconhecer talentos reais e que são usados segundo os melhores propósitos, de fato abençoando às pessoas pela verdadeira arte e pelo nobre exemplo.

CRISTINA MEL, UMA CANTORA CRISTÃ BRASILEIRA

Maria Cristina Mel de Almeida Costa ( 50 ) é uma cantora brasileira de música gospel. Em 24 anos de carreira, já vendeu mais de 6,5 milhões de cópias, foi indicada ao Grammy Latino três vezes.

  1. Nascimento: 10 de março de 1964, Brás de Pina,RJ, Brasil
  2. Cônjuge: Isaías Costa
  3. Filiação: Elmiro Nunes de Almeida, Marli Asmar de Almeida
  4. Filha: Isabella Mel

Extensão e Análise Vocal

Tipo de Voz: Soprano




Extensão Vocal: D3-D6 (Ré 3 ao Ré 6) - 3 oitavas
Ao vivo: D3-D6 (Ré 3 ao Ré 6) - 3 oitavas
Voz Plena: D3-D6 (Ré 3 ao Ré 6) - 3 oitavas                
- Voz de Peito/ Mista: D3-B♭5                 
- Voz de Cabeça: Até o D6
Maior extensão usada: F3-D6 - 2,5 oitavas (Rei do Meu Viver)

Cristina Mel possui um nome e voz doces, mas não se trata de um soprano de timbre frágil e suave. Sim, a voz dela também abrange estas características, mas vai além disto, esbanjando uma potência e ressonância invejáveis. Enquanto alguns sopranos suavizam a voz para alcançar certas notas, ela atinge agudos explosivos sem perder seu volume e brilho vocal. De fato, Cristina é uma das cantoras evangélicas que mais detém uma técnica apurada. 

Se pudéssemos resumir esta cantora em três pontos, quanto ao seu poderio vocal, seriam: juventude, fôlego e técnica. A sequência mais longa feita por ela foi de 22 segundos, sendo 18 deles sustentando um Mi bemol 5 de peito, sem vibrato. Vale salientar que tudo isto foi ao vivo na canção "A Mão do Mestre", em 1997. Quanto à juventude, falarei mais pra frente, mas já devem ter notado que se trata da voz preservada que ela possui, com timbre e alcance vocal praticamente idênticos ao que eram no início da carreira. A respeito da técnica nem preciso comentar. 



E por falar em vibrato, o dela é impecável, cristalino e adequado a cada nota emitida, soando com um toque do canto lírico. O que explica essa sonoridade mista de canto lírico com popular presente nos vocais de Mel é o fato dela ter estudado Música Erudita nos Estados Unidos, quando jovem. Não sei bem se esta informação é verdadeira, se realmente ela estudou ou não, mas que ela apresenta traços vocais de canto lírico é perceptível, especialmente na dicção em alguns agudos mais altos.

Ao contrário do que muitos pensam, a maioria dos agudos de Cristina não é em voz de peito. Não se surpreendam, mas é em voz mista. Até notas mais simples, como um Mi 5. Obviamente que muitas destas notas também são emitidas por ela na voz de peito, mas, em sua maioria, o são na voz mista. Não, isto não é um aspecto negativo, nem se trata de "voz falsa", já que voz mista é voz de cabeça com voz de peito. 

Esse mix de voz é o uso correto a se fazer para uma cantora que explora tanto suas notas altas, como ela faz. Talvez também seja por isso que sua saúde vocal é tão boa, somado aos cuidados e exercícios que ela faz. Como dito em sua antiga comunidade oficial do Orkut, Mel costuma dormir bem, não abusar de bebidas geladas, dentre outros cuidados que parecem besteira, mas que, muitas vezes, fazem toda diferença, se levado em conta o quão longa pode ser a carreira de um cantor.

Neste caso, a voz mista dela é um mérito, afinal, seu domínio de transição é implacável e sua técnica, das melhores. Caso contrário, não estaria com a voz tão conservada depois de praticamente 24 anos de uso como cantora. Ainda mais com uma utilização tão intensa, pois os agudos sempre acompanham-na (raro ver um disco que não tenha pelo menos um Fá 5 ou Fá sustenido 5 de peito ou misto).

Em toda sua carreira (ao menos no extenso conteúdo discográfico e videográfico que analisei), Cristina Mel utilizou 3 oitavas, pelo que fora demonstrado. Todo este alcance em sua voz plena. Me arrisco a dizer que ela possui/possuía notas mais altas e, talvez, mais baixas. Só não as demonstrou (ou não há registros) ou eu ainda não tomei conhecimento de tal material. Um fato é que, seus graves melhoraram com o decorrer do tempo, algo normal. 

De tal forma, é provável que hoje atinja notas mais baixas que na sua juventude. Vale destacar que foi ainda no seu primeiro disco, o LP "Tá Decidido", que ela demonstrou um Ré 3, nota mais grave de sua extensão, na canção "Filho Pródigo". Certo que  a qualidade do grave não é expressiva, mas é normal, em se tratando de um soprano, ainda mais um soprano jovial, como ela era na época, com cerca de 26 anos. O que quero dizer é que no último álbum, na faixa "Deus Luta Por Você" ela emitiu novamente esta nota, só que com uma consistência bem melhor, indicando que, provavelmente, vá mais baixo. 

Ouvi alguns comentários acerca de sua classificação vocal, alegando que fosse um meio-soprano. Não vejo o mínimo fundamento em tais afirmações. Mesmo nos dias atuais, não a classificaria assim. Ainda que sua voz falada soe bem mais pesada que a cantada, o que acho um fato curioso.  A voz de cabeça "pura" de Cristina Mel, embora não muito explorada por ela em seus extremos ou na chamada região "sobreaguda", é limpa, clara, de fácil projeção e volume e intensidade de um soprano com voz doce e frágil. Apesar disto, Cristina demonstrou em notas mais recentes uma voz de cabeça mais pesada, como na performance de "Foi Pra Me Salvar" e em um "Aquecimento Vocal" ou algo do tipo. Não sei se tal peso foi proposital ou se é consequência da idade, tendo em vista que a exploração de seus agudos mais leves e altos em voz de cabeça, que citei anteriormente, ocorrera na sua juventude.

É perceptível que, provavelmente, sua extensão vocal nessa região "sobreaguda" seja maior, porém, o mais alto demonstrado por ela e que, para mim, já é bastante significativo, foi um Ré Soprano em "Rei do Meu Viver". A nota soa bem emitida e sustentada, com impostação lírica (com uma potência considerável e suficiente pra se destacar) e com uma leveza cristalina, muito agradável de se ouvir.  Outra curiosidade concernente aos vocais de Mel são suas notas exclamadas. Não são exclamações comuns. São executadas perceptivelmente em sua voz mista, chegando a notas do fim da 5ª oitava e começo da 6ª com uma potência e plenitude notáveis. 

Podem conferir em seu vídeo de extensão vocal, demonstrado ao término desta análise, que alguns de seus Si 5, Dó 6 e até Dó sustenido 6 são agudos em voz mista e "beltados". Sim, são notas incríveis e poderiam até ser validadas como "cantadas", mas não o fiz para evitar falatórios chatos e polêmicas, embora saiba do potencial que este soprano tem e possa afirmar que Cristina Mel atinge um Dó sustenido 6 misto, algo que não é fácil. Por falar em belting, fica evidente que Cristina Mel domina esta técnica e a utiliza em muitas de suas notas. Não é alarde, nem exagero quando menciono que ela é uma das mais qualificadas cantoras, em termos de técnica, do meio gospel (do secular também) brasileiro.


No que diz respeito aos agudos cristalinos deste belo soprano, como já falei, são, em sua maioria, mistos. Contudo, durante sua carreira, ela já chegou a Sol 5 de peito puro também, pelo que recordo. O fato desta mixagem nos agudos extremos ocorre por dois motivos principais: o primeiro, Mel possui uma voz extremamente leve. Vozes assim geralmente tendem a transitar para voz de cabeça ou mista, quando projetam seus agudos; é algo da fisiologia vocal. A segunda possível causa se deve ao fato de Cristina mixar por opção, tendo em vista que a aplicação do belting com a mixagem da voz conferem a ela um volume mais amplo, uma potência  e maior peso no agudo, para equilibrar com seu timbre melódico. Há ainda a possibilidade de serem as duas coisas a razão pro uso intenso de voz mista por parte dela. Ainda sobre os agudos, como já citei, Cristina Mel é uma cantora que os usa intensamente. 



Não só no quesito altura, mas também na sustentação e frequência. Cada álbum é repleto de acrobacias vocais, notas altas sustentadas por mais de 10 segundos. Enfim, essa mulher mostra seu poder vocal mesmo. E o melhor de tudo, ela não se encaixa na categoria oversinging (cantores que exageram nas firulas, agudos, melismas). Ao menos, não vejo assim, pois o que ela tem de abundância de notas altas nas faixas, também tem de composições ricas em conteúdo, interpretação marcante e voz que transmite emoção. Enfim, seus hinos impactam os ouvintes e há esta dosagem e equilíbrio musical. Fora que ela encaixa suas notas nos momentos certos, não passa a canção inteira "gritando". E o que falar de sua musicalidade? Flui de forma rica. Quem não conhece a discografia de Mel nem imagina que ela já passeou, em diversas faixas, por ritmos e estilos bem improváveis, como forró, dance (ao estilo discoteca), pagode, rock, bossa nova, dentre outros. 

Tornando às notas altas dela, nem os diversos álbuns infantis que ela lançou estão isentos delas. Destaco uma faixa que tenho por surpreendente, que é "Os Livros da Bíblia". Nela, podemos ver Mel emitindo notas incríveis, mesmo que numa canção voltado ao público infantil. São diversos Sol 5 e explosivos Lá 5 no fade out da canção (quando o volume da faixa vai diminuindo até acabar). Estes Lá 5 são uma das maiores "monstruosidades vocais" que já vi Mel fazer, pois são vários seguidos, de forma ininterrupta. Recentemente, Cristina demonstrou que seus agudos estão intactos ao emitir um Si bemol 5 misto numa apresentação interpretando "Tempo de Vencer", de Jamily. Fora ele, em 2011 ela alcançou, também em voz mista, outra nota de destaque, um Lá 5 na faixa "Leva-me Ao Teu Coração". 



Muitas são as faixas nas quais ela atinge agudos notáveis e realiza acrobacias vocais, mas destacarei apenas mais duas: O Poder do Sangue, canção na qual ela inicia com um belo Si bemol 5 misto (sua nota mais alta em voz mista demonstrada em estúdio); e a outra faixa é Propósito de Glória, que conta com uma das referidas "exclamações mistas" e, ao final da música, uma  nota acrobática, culminando num Sol 5 bastante potente e brilhante, que declina 2 oitavas a um firme Sol 3. 

Obviamente, mesmo mediante tantas qualidades, é preciso ressaltar alguns aspectos negativos que ela, como qualquer cantor e ser humano, possui. Um deles é a nasalidade de sua voz que, para alguns soa "miada" e "chata", gerando comparações com Ana Paula Valadão, Sandy, dentre outras (tais frases eu já li em comentários de vídeos, bem como vi pessoas dizendo). Eu discordo disto. Mas quanto à nasalidade, é fato, mas não vejo como nada exorbitante, ao menos quando se torna excessiva, como no agudo mais alto da performance de "A Mão do Mestre" no DVD de 15 anos de carreira que ela gravou, em 2005; por exemplo. 

A dicção dela, em certas notas extremas, também é comprometida pela sua impostação. "Caráter" é um bom exemplo disso (basta verificar a partir dos 2:06). Claro que dá pra entender o que ela fala, mas para quem não conhece bem a canção, "à primeira ouvida", soam estranhas as palavras. Outro exemplo é o trecho dos 3:20 em diante da canção "Lembra" (óbvio que estou falando de antes da música mudar de idioma). Enfim, isto não é um problema constante de Mel, mas apenas quis demonstrar alguns fatores negativos. Claro que, se comparados aos positivos, eles são irrelevantes.

O tempo parece ter feito bem à voz de Mel. Digo isto porque, mesmo com tanto tempo de carreira, sua juventude e saúde vocal são invejáveis. Seu timbre, logicamente, está mais encorpado, mas não difere muito do que era no seu primeiro disco, em 1990. Com relação ao seu alcance vocal, ele também aparenta ter se mantido, especialmente quando vemos o Si bemol 5 misto que citei há pouco, o qual não é moleza, ainda mais pra uma mulher com 50 anos de idade,  sendo 24 deles de carreira solo. E também porque em "Rei do Meu Viver" e outras canções mais antigas dela a leveza de sua voz não combinava com o canto lírico, por falta de maior potência. Mas já numa faixa que gravou num período bem posterior, e também nas interpretações demonstradas anteriormente aqui, quando citadas as notas dela em voz de cabeça, sua voz se porta melhor no canto erudito. Apesar de mais escura, soa com a colocação e ressonância adequadas, como visto em  "Veículo Esportivo".
A cantora é formada em letras, cursou inglês e espanhol, mas teve uma adolescência conturbada, por causa de problemas familiares. Aos quinze anos tentou o suicídio. Mas foi aos dezesseis anos que a cantora se converteu ao cristianismo, se tornando evangélica. A partir daí, começou a cantar no coral da Igreja Batista de Tauá, no Rio. Passado-se um tempo, Natan Brito, o vocalista do grupo gospel Banda e Voz e Isaías Costa, do grupo Shaddai descobriram a cantora e enviaram uma fita de demonstração para uma gravadora que lançou seu primeiro LP, intitulado Tá Decidido

A primeira apresentação da cantora foi em Belém, no Pará. Desde 1992 até 2005 lançou mais de 10 álbuns, além de ter passado por diversas gravadoras.

Em 2005, completando 15 anos de carreira a cantora lançou o álbum ao vivo As Canções da Minha Vida. Trouxe participações de Soraya Moraes, Marcelo Nascimento e Kades Singers. O álbum foi indicado ao Grammy Latino. No ano de 2006, ela foi a primeira cantora brasileira a ser autorizada para fazer um projeto em parceria com Os Vegetais, um projeto de destaque nos EUA. No mesmo ano lança o álbum Um Novo Tempo com a produção de Wagner Carvalho é considerado um dos melhores álbuns da cantora, o disco é bem eclético e conta com uma versão impecável da própria cantora da música "Memory", tanto é que o álbum concorreu ao Grammy como "Melhor Álbum Cristão em Língua Portuguesa" e até hoje o disco é bem comercializado nas lojas.

No ano seguinte Cristina lança o "Alcanzar Tu Corazón" que conta com 11 faixas em espanhol e 2 em inglês, todas elas regravações dos maiores sucessos da cantora, com a produção de Wagner Carvalho novamente o cd chama atenção pelos arranjos bem produzidos e a interpretação de Cristina em cada canção.

Fonte: wikipedia


Jerusalém e Eu

Cristina Mel


Tom: E


Intro:  C#m B A E/G# F#m B  
        C#m B A E/G# F#m B E

  E         B/D#       A           B
 Naquele multidão só tinha ele a cruz
     E        B/D#         A   B
 A fim de perdoar o meu pecar.

    G#          C#m      F#/A#        B
 E eu não fui capaz de defender sua  dor
    E             G#m       A  B4 B
 Sabendo que fez tudo por amor.

      E             B/D#     A/C#   B/D#
 Que mal terrível sobre si Jesus levou
    E       B/D#            A/C# B4 B
 Enorme diferença ao mundo fez.

       G#   C#m    F#/A#  F#   B4 B
 Eu lembro seu olhar na minha direção
    E            E/G#       A     B4 B
 Rogando a Pai perdão para Jerusalém
      E/G#       A  E/G# F#m  B  E
 Rogando a Pai perdão para Jerusalém

               B/D#        C#m
 Eu não quero errar outra vez
                     B       A  E/G#
 E apesar dos meus erros, refez
       F#m          B4 B      E
 A aliança que eu mesmo quebrei
               B/D#         C#m
 Meu pecados deixou la na cruz
                 B  A E/G#
 Quando ressuscitou meu Jesus
 F#m      B4 B      C#m
 Minha vida começou outra vez.

Intro: C#m B A C#m B

   E          B/D#          A/C#  B/D#
 Oh! Meu Senhor Jerusalém  te machucou
    E          G#m        A   B
 Senhor, mas eu também já te negei.

       G#   C#m   F#/A#  F#      B
 Por vezes quis fingir dizendo té-lo em mim
Página 1 / 3
       E             G#m7   A B4
 Mais lá no fundo eu fui Jerusalém.
       E/G#         A G#m7  F#m B   E
 Mais outra chance recebeu Jerusalém.

               B/D#        C#m
 Eu não quero errar outra vez
                      B       A  E/G#
 e, apesar dos meus erros, refez
    F#m            B4   B      E
 a aliança que eu mes--mo quebrei
               B/D#        C#m
 meu pecado deixou la na cruz
                 E/G#     A E/G#
 quando ressuscitou meu Jesus
        F#m7     B4   C C#m B A
 minha vida começou outra vez
  A                  B    C D
 Je--ru--sa--lém    e  eu

  G             D/F#         Em
 eu não quero errar outra vez
                      D      C  G/B
 e, apesar dos meus erros, refez
       Am           D        G
 a aliança que eu mesmo quebrei
              D/F#          Em
 meu pacado deixou la na cruz
                G/B   C  G/B
 quando ressuscitou meu Jesus
        Am       D
 minha vida começou outra vez.

Final: Em D F#m E D C D E



JERUSALÉM E EU PLAYBACK ORIGINAL





-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TESTE JÁ A SUA VOZ!

OS "POSTS" MAIS LIDOS NO BLOG

UMA ABORDAGEM DIFERENCIADA DO FENÔMENO ARTÍSTICO-MUSICAL-EVANGÉLICO

LEIA A BÍBLIA NO COMPUTADOR

LEIA A BÍBLIA ENQUANTO NAVEGA NA WEB ! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO

LEIA A BÍBLIA ENQUANTO NAVEGA NA WEB ! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO
Acesse agora mesmo uma Bíblia OnLine em mais de 50 línguas e edições, incluídas versões em latim, grego e hebraico, além de outras. Você pode ler duas edições lado a lado em duas línguas diferentes, por exemplo. Aproveite e conheça mais as Sagradas Escrituras

CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E

BAIXE GRATUITAMENTE AGORA MESMO UMA BÍBLIA DIGITAL PARA O SEU COMPUTADOR

KIRK FRANKLIN E UMA MENSAGEM DIRETA ACERCA DE ALGO QUE SEMPRE ESQUECEMOS: SORRIR!

COMPARTILHE ESSE POST

Uma letra muito especial: a nossa genuína fé!




"CREED"

by Petra





I believe in God the Father, maker of heaven and earth.

And in Jesus Christ His only son, I believe in the virgin birth.

I believe in the Man of Sorrows, bruised for iniquities.

I believe in the lamb who was crucified, and hung between two thieves.

I believe in the resurrection, on the third and glorious day

I believe in the empty tomb, and the stone that the angel rolled away





He descended and set the captives free

And now He sits at God's right hand and prepares a place for me





This is my creed

The witness I have heard

The faith that has endured

This truth is assured

Through the darkest ages past

Though persecuted it will last

And I will hold steadfast

To this creed





I believe He sent His spirit, to comfort and to reveal

To lead us into truth and light, to baptize and to seal

I believe He will come back, the way He went away and..

Receive us all unto Himself but no man know that day





This is my creed

The witness I have heard

The faith that has endured

This truth is assured

Through the darkest ages past

Though persecuted it will last

And I will hold steadfast

To this creed





I believe He is the judge, of all things small and great

The resurrected souls of men, receive from Him their fate

Some to death and some to life, some to their reward

Some to sing eternal praise, forever to the Lord





And through the darkest ages past

Though persecuted it will last

And I will hold steadfast

To this creed





...This creed... whoa... whoa...my creed... whoa



PARA VER A CIFRA DESSA CANÇÃO DO PETRA E OUVÍ-LA, CLIQUE AQUI!









OPORTUNIDADE! QUER SERVIR AO SENHOR DE FATO E NÃO TEM CONDIÇÕES? clique abaixo